quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

O Absurdo Banquete do Comedor de Amor




Diálogo 69: Liberdade por Conveniência





(...)


- Culpa? Ah não. Absurdo!


- Somos um espelho por dia, entre coração e razão!


- Somos busca de captação embriagada. Ensandecidos por vida. Inseparáveis da vontade que
transparece, bem ou mal, em DEFESA DA liberdade (do PODER FAZER) E DA independência (do PODER NÃO FAZER).


- Somos busca da satisfação pelos muitos sonhos, lados, cores e tons, rumo à complicada MULTIPLICAÇÃO do desejo de vontade de potência sobrevivente quente na soberania do VIGOR DA ESSÊNCIA dos desorientados, confusos e tumultuados...


- Dionisíacos!!!!!


- ...ciclos VITAIS HUMANOS.


- Eu sou. Você é.


- Todos são?


- Basta perceber o quão saudável é a despossessão, pra viver bem com isso.


- Amor é vida, reciprocamente estão aí pra serem vividamente devorados pelas explosões interiores e exteriores.


(...)


Diálogo 69




___________________________________________

Diálogo 13 - Liberdade da Desesperada Calma





(...)


- Complementariedade?


- ContempoRARIEDADE!


- O silêncio.


- É. Foi a primeira coisa que existiu. Por isso é o que há de mais completo.


- Hum...


- E se ainda não for suficiente?


- Então o cio e o ócio serão.


(...)



Diálogo 13


_______________________________________________


Diálogo 03 - Liberdade de Busca







(...)




- Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares.



- É. Agir! Eis a inteligência verdadeira. Serei o que quiser. Mas tenho que querer o que for. O êxito está EM TER êxito, e não em TER CONDIÇÕES DE êxito.



- Grande Pessoa!



- Já dizia que é o tempo da travessia!



- Se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.




(...)





Diálogo 03




.




Imagens de:
www.google.com/liberdade






.

2 comentários:

Bruna Lenzo disse...

É isso. A vida é como um jogo de xadrez.

Somos as peças no tabuleiro, sempre manuseadas por outrem.

Se não agirmos, nos movimentarmos por nós mesmos, estaremos sempre à merce do outro.

Sempre à margem de nós mesmos.

Muito foda.

Bjão, fel.

cinco bombas atômicas, em cima do seu cérebro disse...

.

Há!!!!!!

Eu conheço isso!!!!

=o)))))

Beeijo, querida!

=o)

||
*

.